Com o advento no Novo Código de Processo Civil (Lei nº 13.105 de 16 de março de 2015) as soluções consensuais de conflitos têm uma nova abordagem, devendo ser estimulados e promovidos por advogados, juízes, defensores e membros do Ministério Público. Em certos casos, a mediação e conciliação, chegam a ser obrigatórias, ao menos o comparecimento na sessão inicial.

Como se não bastasse, foi criada, após muitos anos de discussão, a Lei da Mediação (Lei nº 13.140/2015), fomentando e regulamentando essa forma de autocomposição.

Assim, tendo uma visão positiva e prospectiva, o escritório Bruno Moraes Advogados Associados apoia e incentiva, sempre que possível, esses métodos consensuais de solução de conflitos, priorizando uma resolução mais adequada para as disputas, tendo em vista que, muitas vezes, a retomada da comunicação e manutenção das relações chegam a ser mais importantes que as questões jurídicas discutidas.

Nesse sentido, o escritório trabalha exaustivamente para manter um quadro de mediadores, conciliadores e árbitros devidamente capacitados para orientar esses métodos autocompositivos de solução de conflitos e ajudar nossos clientes a encontrar uma melhor alternativa para as suas questões.